Qual a conduta em caso de gestante infectada pelo vírus da dengue?

As manifestações da dengue nas gestantes é a mesma das outras pessoas, assim como o tratamento. Embora a atenção deva ser maior para os sangramentos que podem interferir na gestação e, a possibilidade da infecção congênita que pode levar a aborto, caso aconteça no início da gestação, ou parto prematuro e dengue no bebê, caso seja no final da gestação. ¹

Gestantes devem ser tratadas de acordo com o estadiamento clínico da dengue. As gestantes necessitam de vigilância, independente da gravidade, devendo o profissional estar atento aos riscos para mãe e concepto. No que se refere a mãe infectada, os riscos estão principalmente relacionados ao aumento de sangramentos de origem obstétrica e às alterações fisiológicas da gravidez, que podem interferir nas manifestações clínicas da doença. Para o concepto de mãe infectada durante a gestação, há risco aumentado de aborto e baixo peso ao nascer. Gestantes com sangramento, independente do período gestacional, devem ser questionadas quanto à presença de febre ou ao histórico de febre nos últimos sete dias. ¹

Referencias:

1. SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Dengue: diagnóstico e manejo clínico: adulto e criança. Brasília/DF.Ministério da Educação, , 2016. Disponível em: <http://portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2016/janeiro/14/dengue-manejo-adulto-crianca-5d.pdf>. Acesso em: 02 mai. 2022.

COMPARTILHE
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp