Por que acontece Lipohipertrofia (LH) em pessoas com diabetes insulinizadas e, quais suas repercussões?

É comum identificar pessoas com diabetes usuários de insulina apresentando nódulos sob a pele, causados pelo acúmulo de gordura nos locais de aplicação de insulina. Atribui-se isso: ao longo tempo de insulinização; a frequência do reuso da agulha; as repetições da aplicação no mesmo local; a forma incorreta da aplicação; e, a falta de rotação do local da aplicação, o que poderá repercutir em descontrole glicêmico inexplicáveis e aumento das doses diárias de insulina.

O Estudo “Prevalence and Risk Factors of Lipohipertrophy in Insulin-Injecting Patients with Diabetes” mostrou que existe uma correlação entre a presença de lipohipertrofia com o reuso de agulhas e a realização incorreta ou não de rodízio. Dos 430 pacientes participantes 64% apresentaram (LH) sendo que 98% relataram não realizar o rodízio adequadamente e 70% reutilizavam as agulhas¹. 

A LH pode não ser vista, porém pode ser sentida por estar mais “durinha”; o que leva a pessoa a aplicar a insulina repetidamente no mesmo local lesando cada vez mais o local e dificultando o controle glicêmico².

É corriqueiro o reuso da agulha, mas é uma prática que deve ser desencorajada, pois há perda da lubrificação e da afiação, alterações no bisel da cânula, bloqueio do fluxo devido à cristalização da insulina e riscos de quebra. O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza 01 agulha para cada paciente, independentemente do número de doses. 

“Em situação de escassez de insumos, a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) considera aceitável o uso de uma seringa ou agulha por dia, por insulina, entendendo que esta será utilizada entre 1 vez (para os usuários com dose única de insulina NPH) até quatro vezes ( para pacientes em suo de insulina pré–refeição ou esquema de três doses de NPH)” ².

Texto:

Maria das Graças Velanes de Faria – enfermeira (COREN-Ba 39.834); especialista em Educação em Diabetes; Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia / Coordenadora de Educação em Diabetes e Apoio à Rede.

Referências:

  1. Blanco M, Hernández MT, Strauss KW, Amaya M. Prevalence and risk factors of lipohypertrophy in insulin-injecting patients with diabetes. Diabetes Metab. 2013 Oct;39(5):445–53.
  2. https://diabetes.org.br/
COMPARTILHE
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp