Na primeira consulta de puericultura uma enfermeira deve prescrever alguma vitamina?

Como de rotina, não há essa recomendação, pois, cada criança deve ser avaliada individualmente quanto as suas necessidades nutricionais. Sendo assim, não há indicação para prescrição de outras vitaminas, pois, no geral, a criança amamentada exclusivamente até os 6 meses de vida, por uma mãe bem nutrida, não necessita de suplementação com vitaminas; com exceção da vitamina K (que é ofertada de forma rotineira nas maternidades) e da vitamina D, em situações selecionadas.

O que ocorre é que, entre as deficiências nutricionais, a anemia é apontada como um dos determinantes que prejudicam o desenvolvimento das crianças. Diante deste cenário, as crianças merecem especial atenção, devido ao alto requerimento de ferro, dificilmente atingido pela alimentação complementar.

Nos casos de crianças não amamentadas, o profissional de saúde pode esclarecer e corrigir possíveis erros alimentares, evitando assim problemas relacionados à carência ou ao excesso de vitaminas¹.

A OMS, recomenda incluir a suplementação de zinco no tratamento de diarreia, além dos sais de reidratação oral. Entretanto, não há uma recomendação universal quanto à suplementação de zinco para a população brasileira¹.

Programas e ações de apoio

Programa Nacional de Suplementação de Ferro;

Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A – busca reduzir e controlar a deficiência nutricional de vitamina A em crianças de 6 a 59 meses de idade¹.;

Estratégia de Fortificação da Alimentação Infantil com Micronutriente em Pó (NutriSus) – lançado pelo Ministério da Saúde (MS), busca reduzir a deficiência de vitaminas e minerais em crianças; tal estratégia baseia-se em fortificar a alimentação infantil com micronutrientes, através da adição de vitaminas e minerais em pó diretamente nos alimentos oferecidos nas creches que participam do programa Saúde na Escola, abrangendo crianças a partir dos 6 meses de idade².

Referências

  1. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2012.
  2. Ministério da Saúde. NutriSUS: caderno de orientações: estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes (vitaminas e minerais) em pó / Ministério da Saúde, Ministério da Educação. – Brasília: Ministério da Saúde, 2015.
COMPARTILHE
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp